quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Incrível: Vaca holandesa dá mamar a dois leitões

Vídeo: Meet the Super Cow


Santa Cruz do Sul, RS - Amor de mãe não faz distinção. Não importa se o filho é alto ou baixo, magro ou gordo, se tem cabelos ou é careca. Independente da espécie, mãe é mãe, um ser capaz de tudo por quem decidiu criar. Na propriedade de Almiro Walter Tews, interior de Vera Cruz, o amor materno falou mais alto e foi responsável pela formação de uma família diferente: uma vaca de raça holandesa e dois leitões.

O caso inusitado começou no último sábado e surpreendeu a família Tews, que nunca havia visto um animal acolher outro de uma espécie diferente. “Foi surpreendente. Quando olhamos, os porquinhos estavam mamando e a vaca não rejeitou”, conta a matriarca Laura Tews. “Isso só a natureza faz. Ela vai na frente e eles vão sempre atrás, é muito bonito.”

Os porquinhos estão com três meses e foram desmamados há cerca de duas semanas porque a mãe biológica não tinha mais condições físicas para dar de mamar à ninhada. Parece que eles não estavam com muita vontade de ficar sem leite e foram atrás de uma outra fonte. Mas, neste caso, a história de que em coração de mãe sempre cabe mais um, não condiz com a realidade. “Ao todo são nove leitões, mas a Borboleta só aceitou dois e são só eles que mamam”, diz Almiro, chamando a vaca pelo nome carinhoso.

A vaca Borboleta teve sua última cria há cinco anos e pertence à família Tews há 12. Laura lembra que já faz tempo que parou de tirar leite do animal e mesmo assim ela está dando conta de amamentar. “Só pode ser amor de mãe. Ela tinha leite, mas havia diminuído e agora está dando de mamar direto. Se eles não vão mamar, ela sente falta e eles começam a gritar”, comenta.


CASO INUSITADO



Para o médico veterinário Jorge Luiz Wild, da Inspetoria Veterinária de Vera Cruz, o caso é surpreendente e revela o instinto maternal presente em todos os seres vivos, em especial nos mamíferos. “Os animais têm este instinto, ainda mais os leiteiros. É mais fácil para uma vaca da raça Holandesa adotar outros terneiros, por exemplo, mas um leitão é surpreendente”, diz. “Ela deve ser um animal dócil, por isso adotou”, completa.
Sobre o fato de Borboleta ter escolhido dois leitões entre uma ninhada de nove, Wild explica que a vaca deve ter selecionado aqueles que não machucavam a teta no momento de mamar. “Provavelmente os outros a feriram e ela fez uma seleção. Quando são os outros que chegam perto ela reconhece e espanta”, comenta. “Agora, certamente esses dois filhotes vão crescer mais fortes e vão ser maiores, pois estão recebendo os nutrientes do leite por um tempo maior que seus irmãos”, conclui. [Fonte: Gazeta do Sul]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar