sábado, 16 de fevereiro de 2008

Vira-lata salva bebê de ataque de pit bull no Recife

Vídeo: VIRA-LATA QI 200


O vira-lata Rex salvou Manuela Vitória, de 11 meses, do ataque de um cão da raça pitbull, neste sábado à tarde, no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife. Por volta das 14h, o bebê estava na calçada da casa dos avós, na Praça Professor Coelho de Almeida, quando o cachorro se soltou de um ferro-velho, localizado na mesma rua, e avançou. Segundo moradores da área, não foi a primeira vez que o cão assustou quem vive no local. Em novembro do ano passado, a estudante Daniele Ferreira, 22 anos, foi atacada por um cachorro da mesma raça, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, quando tentou salvar o irmão mais novo.

A avó de Manuela, Kátia Cristina Oliveira, que cuidava dela, segurou-a nos braços e tentou conter o pitbull. Ela levou uma pequena mordida na perna esquerda. Rex estava em casa e saiu para socorrer Manuela. Enquanto ele brigava com o pitbull, Kátia levou a neta para a residência e pegou uma cadeira para bater no cachorro.

“Quebrei a cadeira na cabeça dele, mas não adiantou nada. Meu marido estava dormindo e acordou com o barulho. Ele jogou um tamborete no pitbull e também não conseguiu contê-lo. A gente bateu muito no cachorro. Se não fosse Rex, minha neta poderia estar morta uma hora dessas”, afirmou Kátia, bastante assustada com o ataque. A menina não sofreu nada.

“Usamos até um cabo de vassoura. Mas o bicho tem muita força. Foi muita pancada e mesmo assim ele não parou”, relembrou o avô de Manuela, o borracheiro Emanuel dos Santos. O pitbull só foi contido quando o vigilante do depósito chegou e o prendeu. Rex levou algumas mordidas, mas passa bem.

Aproximadamente duas horas depois do ataque, a reportagem do Jornal do Commercio esteve no local e encontrou o cão preso com a mesma corrente que havia se soltado. O depósito não tem muro.

“É um perigo, porque é uma corrente muito fina, que não consegue prendê-lo bem. A gente passa pela frente do ferro-velho com medo pois o pitbull sempre ameaça avançar”, contou a consultora Ivandete dos Santos, vizinha dos avós de Manuela. Ela disse que o cão está no depósito há cerca de um ano.

Segundo o vigilante, o pitbull tem quatro anos de idade. Ele não quis dar mais informações. Limitou-se a dizer que o proprietário do animal estará no depósito neste domingo.

Fonte: JC Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar