domingo, 4 de maio de 2008

Os gatos também se drogam

Vídeo: los gatos se drogan



Louco pela erva-gato

Alguns gatos são loucos pela erva-gato, mas será que isso é perigoso? Descubra os fatos sobre esta incrível erva.

Um brinquedo de erva-gato pode ser uma boa alternativa para fazer com que um gato acima do peso faça um pouco de exercício.

Fluffy cheira o tapete, balança a cabeça e esfrega seu peito e rosto contra o carpete. Ronronando, ela se joga no chão e rola o corpinho, contorcendo-se. Então se levanta e corre pela sala perseguindo um rato imaginário. Será que Fluffy enlouqueceu? Não, é apenas a mágica em ação – a erva-gato.

O que há na erva-gato que faz os gatos ficarem assim tão, digamos, malucos? O segredo está nas folhas, que quando são esmagadas liberam um óleo com o nome químico de nepetalactone.

As reações à erva-gato variam entre excitação, relaxamento e ansiedade. Nenhum gato reage da mesma maneira.

Quando o aroma da substância é liberado, ele aciona um centro de prazer no cérebro do gato. Este “alucinógeno” químico (semelhante ao encontrado na erva valeriana) é o que proporciona a sensação de “êxtase” nos gatos.

Entretanto, nem todos os felinos respondem a este estranho vegetal. “Os gatos geralmente possuem um gene de erva-gato”, afirma a Dra. Carol Tice, Doutora em veterinária, da Cat Clinic, em Cary, Carolina do Norte. “Eles podem ou não nascer com a habilidade potencial de reconhecer e reagir à erva-gato.”

Se o seu novo gatinho estiver ignorando o brinquedo de erva-gato, há uma outra razão possível: a erva-gato não possui nenhum efeito nos gatos muito novos. “Geralmente ela só ‘funciona” com os gatinhos de 3 a 8 meses de idade, afirma Tice.

A erva-gato também é chamada de “afrodisíaco” felino. “O comportamento causado em alguns gatos pode lembrar o de uma gata no cio”, afirma Tice.

Mesmo que seu gato responda à erva-gato, nem todas as reações serão iguais. “Não existe uma resposta típica à erva-gato, embora ela faça a maioria dos gatos parecer abobado”, afirma Tice. “A erva-gato faz com que alguns gatos comecem a se roçar, enquanto outros tornam-se dóceis, e outros hiperativos ou irritados – um gato normalmente tranqüilo pode se tornar agressivo com outros gatos. Também pode estimular o apetite ou reduzir a ansiedade em alguns gatos, assim como pode acalmá-los.”

Há um limite?

Seu gato pode comer demais de uma coisa boa? Tice afirma que não: “É perfeitamente saudável e não vicia. Não conheço nenhuma ‘ressaca” de erva-gato. A duração do efeito dependerá do gato e da quantidade inalada. Mas geralmente não dura mais que de 15 a 20 minutos.

A erva-gato é tão segura que foi prescrita para uso humano por vários anos. Também é conhecida por acalmar e relaxar o sistema digestivo, aliviando problemas como diarréia, indigestão e distúrbios estomacais. Além disso, também já foi recomendada para aliviar problemas como insônia, cólicas menstruais, dores de cabeça e febre.

Plante sua própria erva-gato

Semeie as sementes no jardim durante a primavera, em uma área que receba muito sol. As sementes levam de uma a duas semanas para germinar. A erva-gato também pode ser cultivada em incisões feitas diretamente na terra. Depois de a planta amadurecer, corte cerca de 20 cm. (As plantas crescerão novamente e poderão voltar na próxima estação se o inverno não for muito severo.)

Para secar a erva-gato, remova todas as folhas e jogue fora as hastes. Espalhe as folhas a 5 cm em bandejas. Coloque-as em uma área com boa ventilação. “Gire-as” duas vezes por dia durante de 2 a 3 semanas. Quando as folhas se tornarem finas, esfarele-as e faça bolinhas, armazenando-as em um recipiente hermético.

Para que seu gato se divirta com elas, salpique-as no chão – ou no arranhador – ou amarre-as dentro de uma meia velha para criar um brinquedinho.


Fonte: http://www.iams.com/pt_BR


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar