quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Chimpanzés reconhecem membros do grupo pelo traseiro, diz estudo


Chimpanzés reconhecem membros do grupo pelo traseiro, diz estudo
 
Chimpanzés (arquivo)
Os chimpanzés fizeram um 'desenho mental' do corpo dos animais de seu grupo
Os macacos têm a capacidade de reconhecer outros membros de seu grupo através do traseiro, revelou pesquisa do Centro Nacional de Pesquisa de Primatas de Yerkes, da Universidade Emory, em Atlanta, no Estado americano da Geórgia.

Os pesquisadores Frans de Waal e Jennifer Pokorny fizeram uma experiência com seis chimpanzés adultos, mostrando-lhes fotos: uma do traseiro de um chimpanzé na qual apareciam também os genitais, e depois duas outras, mostrando rostos de animais do mesmo sexo exibido na fotografia.

Cada um dos três machos e três fêmeas conseguiu associar rosto a nádegas corretamente, mas apenas de animais que conheciam.

"Eles não estavam vendo apenas as fotografias como representações dos chimpanzés que conheciam", disse Waal, "mas ligaram a face ao traseiro através de um desenho mental do corpo inteiro daqueles animais".

Experiências anteriores sugeriram que alguns primatas podem ter esta capacidade, mas esta é a primeira vez que o "conhecimento do corpo inteiro" foi demonstrado de maneira convincente.

De Waal e Pokorny também testaram a habilidade dos chimpanzés de reconhecer o sexo dos outros animais olhando fotos de seus rostos.

Primeiro eles mostraram aos animais a foto do traseiro de um chimpanzé macho ou fêmea, o que equivalia a um estímulo de instigação sexual.

Depois, mostraram fotos de rostos, tiradas em primeiro plano bem próximas, de dois chimpanzés - um macho e um fêmea - e incentivaram cada chimpanzé testado a associar a foto com o rosto a uma foto do traseiro de sexo idêntico.

O teste foi bem sucedido mas, como anteriormente, os macacos só reconheceram os animais de seu grupo.

De Waal especula que os chimpanzés podem reconhecer o sexo dos outros por "construção de gênero", ou seja, não apenas por seus atributos físicos mas por outras informações de sua experiência prévia com estes indivíduos, tais como seu papel no grupo.

Fonte: BBC logo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar