quarta-feira, 15 de abril de 2009

Gralha consegue detectar 'olho gordo' em ser humano, dizem biólogos


Criatura nota quando a pessoa olha para a sua comida e entende sinais.
Habilidade de interpretar olhar humano é rara no mundo animal.


Pode-se aprender muito olhando para os olhos de uma pessoa. Gralhas, por exemplo, sabem quando alguém está olhando sua comida. 

Um estudo de Nathan J. Emery e Auguste M.P. von Bayern, da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, descobriu que as gralhas, parentes dos corvos, hesitavam em se aproximar da comida se alguma pessoa desconhecida estivesse olhando para ela. O pássaro também era capaz de utilizar diversos movimentos comunicativos humanos – a troca de olhar de um ponto a outro e o apontar com o dedo – para encontrar comida oculta. 

O estudo, publicado na revista "Current Biology", distinguiu dois tipos de sinais de olhos – sinais de atenção envolvendo olhar fixamente e sinais comunicativos envolvendo movimento. Os de atenção só funcionaram em situações com um potencial conflito – quando uma pessoa familiar olhava para sua comida, o pássaro não hesitava em se aproximar dela. Os sinais de atenção não funcionaram em situações mais cooperativas, quando um humano tentava ajudar o pássaro a encontrar alimento oculto, por exemplo. Apenas gestos efetivos – mudar o olhar de direção e apontar um dedo – funcionaram nessa situação. 

A habilidade de ler o olhar de um humano é muito rara entre animais. Estudos mostraram que a maioria das espécies consideradas capazes de terem essa capacidade – cachorros, por exemplo – estão na verdade respondendo a orientação ou movimentos da cabeça ou do corpo. 

Todavia, os olhos da gralha trazem alguma semelhança com olhos humanos, já que possuem uma pupila escura cercada de uma íris mais clara. Os pássaros também formam casais de longo prazo, logo os olhos podem ser importantes na comunicação entre eles. Isso pode explicar por que eles respondem aos olhos das pessoas. (Os pássaros no estudo podem ser até mais reativos que a maioria, dizem os pesquisadores, por terem ficado em meio a humanos durante todas as suas vidas.)
 
Fonte: G1
 

 
GRALHA
Cyanocorax

Gralha é um nome comum para vários pássaros de tamanho pequeno, geralmente coloridos e barulhentos. São passeriformes da família Corvidae, aparentados aos corvos, percas e pegas. Os corvídeos são considerados 
o segundo grupo de aves mais inteligentes, ficando atrás apenas dos psitacídeos (papagaios e araras).

Vivem em bandos de 10 a 20 indivíduos fora da época reprodutiva, quando desfaz-se o bando e formam-se casais. O ninho é feito em árvores altas e espinhentas, composto por fortes varas, porém ralos, podendo os ovos cair através delas. Pões de 6 a 7 ovos grandes, azul-celeste ornados de desenhos brancos.

Habitam principalmente matas espessas, permanecendo a maior parte do tempo nas partes altas. Alimenta-se de insetos, ovos, filhotes de outras aves, frutas e sementes, sendo uma importante disseminadora de varias espécies de arvores.

Sua comunicação é bastante complexa: consta de pelo menos 14 termos vocais (gritos) bem distintos e significantes. Tem um canto tagarelante e às vezes imita vozes de outras aves e mamíferos.

A Gralha emite aviso de alerta aos demais integrantes do seu bando, vociferando contra a invasão de seu território. Outros animais usam este alerta para se protegerem de predadores.

Fonte: http://iguinho.ig.com.br/canalnatureza/index.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar