domingo, 2 de agosto de 2009

Natação com botos é atração no Amazonas


Diárias em 'hotéis selva' vão de R$ 200 a R$ 800 por pessoa.
Pesca de piranhas pode acabar em sopa para hóspedes.

Do G1, em São Paulo

Foto: Ribamar O Caboclo/Amazonastur

Nado com botos é oferecido na cidade de Novo Airão e em alguns hotéis (Foto: Ribamar O Caboclo/Amazonastur)

O turista que escolhe o Amazonas como destino tem como obrigação experimentar o contato próximo com a natureza. A primeira dica é observar a fauna e a flora em passeios fluviais em barcos, canoas ou iates.

Mas engana-se quem pensa que as atrações ecológicas são passeios acessíveis a todos. No estado, os hotéis selva, como são chamados, são ecoresorts no meio da Floresta Amazônica, com diárias que vão de R$ 200 a R$ 800 por pessoa.


“Não é um tipo de turismo de massa. A questão ecológica, de preservação, torna os passeios mais caros. O nosso turista é aquele que quer realmente ficar em contato com a natureza. Não temos a mesma frequência de visitantes de uma praia do Nordeste, e nem é isso que queremos”, diz Nickolas Cabral dos Anjos, diretor executivo da Amazonastur, empresa de turismo do governo estadual.

Anjos diz que, no Brasil, o estado que mais envia turistas ao Amazonas é São Paulo. Entre os estrangeiros, os norte-americanos são os que mais visitam o estado.


Foto: Ribamar O Caboclo/Amazonastur

Encontro das águas dos rios Negro e Solimões é atração no Amazonas (Foto: Ribamar O Caboclo/Amazonastur)

Entre os passeios mais inusitados que se pode fazer no Amazonas está o nado com botos, uma "terapia" oferecida na cidade de Novo Airão (AM). Para chegar ao município, é possível fazer o trajeto de barco, em um percurso de 115 quilômetros, e via terrestre, em 143 quilômetros.

“Nossos passeios mais procurados são a pesca esportiva, em que o peixe é devolvido à natureza, o turismo fluvial, que pode ser feito com barcos, navios e até iates de luxo, e a observação de pássaros, a prática profissional do 'bird watching'. Além disso é possível observar e tocar jacarés, sempre com o auxílio de guias, e pescar piranhas, que podem virar sopa para o turista comer depois”, diz.

Com atividades sempre voltadas à preservação e à consciência ambiental, o Amazonas também conta com um vasto turismo de aventura e oferece arvorismo, trekking, tirolesa, entre outras coisas.


Foto: Ribamar O Caboclo/Amazonastur

Passeios fluviais permitem observar de perto a fauna e a flora do Amazonas (Foto: Ribamar O Caboclo/Amazonastur)

O turista ainda pode seguir passeios típicos da região, como a visita ao Teatro Amazonas, construído no século 19, em Manaus, e assistir ao famoso encontro das águas do Rio Negro com o Rio Solimões.

Para conhecer os principais pontos turísticos do Amazonas, a recomendação da Amazonastur é procurar hotéis e agências de turismo que estejam credenciados. A pesquisa pode ser feita pelo site, clicando aqui .


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar