terça-feira, 6 de outubro de 2009

Ibama resgata leoa de circo e leva para sítio em Guarapari

foto: Guido Nunes
Leoa Xuxa
Xuxa tem cinco anos e era submetida a maus tratos na jaula onde vivia
O Ibama realizou nesta terça-feira (06) o
resgate da leoa Xuxa que estava em uma jaula no circo Ben Hur,
montado no bairro Serra Dourada, na Serra. O animal de cinco anos foi
levado para um sítio na região de Guarapari. Em 2006, o
proprietário
do estabelecimento já havia sido notificado pelo instituto por maus tratos contra o animal e por possuir
condições inadequadas de alimentação e
acomodação do bicho.
Desde então, o dono do circo estava como
fiel depositário da leoa até que o Ibama encontrasse um
local apropriado para levá-lo. O analista ambiental do órgão,
Vinícius Seixas, informou que o animal, mesmo sendo levado
para o sítio, continuará dentro da jaula até que
um novo recinto seja construído.
"Esse animal está sendo levado para um
sítio e de hoje em diante ela vai morar num local fixo. Isso
vai permitir que a gente melhore as condições de
manutenção dela com o tempo. Estamos recebendo apoio de
várias entidades dispostas a construir um recinto para esta
leoa", disse o analista ambiental.
Assista ao vídeo do resgate da leoa

Ibama resgata leoa de circo
Os funcionários do circo estavam muito
emocionados com a retirada da leoa Xuxa. O gerente do estabelecimento
e responsável pelo animal, Arnaldo Camargo, disse que os
sentimentos que se misturam são de felicidade e de tristeza
com a saída da Xuxa.

"Eu fico triste e feliz ao mesmo tempo. Eu tenho
um animal há muitos anos e ela é muito bem tratada, mas
também concordo e sou adepto que ela tem que ter a liberdade.
De coração, triste e feliz da minha leoa vai ter um
lugar para ela ficar. E que ela seja bem cuidada", disse.
O estudante de medicina veterinária,
Antonio Antonioli, é o proprietário do sítio que
vai receber a leoa. No local, já está o avestruz que
também estava no circo. Em julho deste ano, o Ibama havia
verificado sinais de maus tratos e notificou o estabelecimento.
Antonioli conta como será a estrutura para
a leoa. "Foi feita uma área reservada para ela e para
que nenhum outro animal se aproxime, inclusive seres humanos,
para evitar estresse e depois será feito um recinto de 100
metros quadrados dentro dos padrões do Ibama."
O proprietário do circo, Arnaldo Camargo, teve que
pagar uma multa de R$ 2 mil reais pela notificação por
conta da leoa. Desde 2006 até a semana passada, ela continuava
sendo utilizada para apresentações ao público

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar