terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Infestação de sapos mortais em árvores de Natal estraga festas no Alasca


Anfíbios se escondem nos galhos e surpreendem americanos.
Governo recomenda que animais, que carregam doenças, sejam mortos.
Foto: AP

Sapo encontrado em árvore de Natal: perigo. (Foto: AP)

Bolas coloridas, luzes piscantes, papais noéis e meias em miniatura? Esqueça tudo o que você aprendeu sobre como decorar uma árvore de Natal. Na cidade de Anchorage, no Alasca, os pinheiros já vêm com um ornamento bem mais original: sapos vivos.

O departamento de pesca e caça do Alasca já recebeu diversas reclamações de consumidores que são surpreendidos com os pequenos batráquios saltando do meio da árvore durante a tradicional sessão de enfeitar o ornamento natalino.

"Se você encontrar um sapo em sua árvore, deve matá-lo", recomenda o órgão. Os animais podem carregar vírus e bactérias mortais, de acordo com cientistas do departamento de biologia da Universidade do Alasca.

"Nossa preocupação é que, como esse tipo de sapo é pequeno e colorido, alguma criança possa decidir criá-lo como animal de estimação", conta Tracey Gotthardt, zoóloga que trabalha para o governo do estado.

Do G1, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar