sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Urutu-cruzeiro: Cobra venenosa nasce com duas cabeças


'Vamos esgotar os recursos para mantê-la viva', disse funcionário.
Réptil com 2 cabeças nasceu em reserva do Departamento de Flores.

Uma cobra venenosa nasceu com duas cabeças nesta semana na reserva ambiental do Departamento de Flores, a 200 quilômetros de Montevidéu (Uruguai), informaram na última quarta-feira (20) os diretores do órgão. 

Foto: Reprodução/Montevideo.com.uy

Cobra venenosa nasceu com duas cabeças no Uruguai. (Foto: Reprodução/Montevideo.com.uy)

Os veterinários tentam agora preservar a urutu-cruzeiro. "Vamos esgotar os recursos para mantê-la viva, mas estamos conscientes do difícil processo de mudança de pele devido à própria natureza do réptil", disse Mario López, da reserva Rodolfo Tálice.

A urutu-cruzeiro, que é conhecida pelo nome científico Bothrops alternatus, é uma espécie de cobra venenosa encontrada em outros países sul-americanos, como o Brasil, Bolívia, Paraguai e Argentina.

Segundo López, o nascimento de uma cobra com duas cabeças é algo raro. "Em média, só ocorre um caso em cada 20 mil", destacou ele.




Nome científicao: othrops alternatus

Mede até 1.70 metros, tem hábitos noturnos, fazendo da visão muito útil para caça.
Dizem que a urutu cruzeiro quando pica, se não mata, aleija.
O veneno da urutu, é igual ao dos outros membros do gênero Bothrops. É perigosa e muito brava, mas, foge rapidamente quando perturbada.
O nome Urutu Cruzeiro deve-se ao desenho em forma de cruz na cabeça. Alimenta-se exclusivamente de pequenos roedores, mesmo quando jovem.
De reprodução vivípara, dá a luz a filhotes vivos, nascendo entre 16 e 20 filhotes na estação chuvosa.
Fonte: www.linkscampeoes.com.br

Nome popular: Urutu Cruzeiro
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Família: Viperidae
Subfamilia: Crotalinae Nome científico: Bothrops alternatus
Nome inglês: Urutu
Distribuição:América do Sul
Habitat: Vive nos campos cerrados, em campos cultivados, e em brejos.
Hábito: Crepuscular e Noturno
Particularidades: É uma cobra grande, chegando a medir 1,70m, mas raramente ultrapassa 1,20m. Como são de hábitos crepusculares e noturnos, a visão não é muito útil, sendo utilizado na caça 2 métodos principais:
1°- A fosseta loreal, para localizar a presa através do calor do corpo da mesma;
2°- A língua, para rastrear a presa morta pela ação do veneno.
Dizem que a Urutu Cruzeiro quando pica, se não mata, aleija. Não é bem verdade. O veneno da Urutu, é igual ao dos outros membros do gênero Bothrops. É perigosa e muito brava, como a maioria do gênero, mas como não gosta de encrenca, foge rapidamente quando perturbada.
O nome Urutu Cruzeiro deve-se ao fato de alguns indivíduos apresentarem um desenho em forma de cruz na cabeça, e também pelo formato interior de cada um destes desenhos conterem uma "cruz".
Alimentação: Alimenta-se exclusivamente de pequenos roedores, mesmo quando jovem.
Reprodução: Dá a luz filhotes vivos, reprodução vivípara, nascendo entre 16 e 20 filhotes no início da estação chuvosa.
Fonte: www.saudeanimal.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar