quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Baleia Orca mata treinadora em frente ao público na Flórida


Baleia nada em tanque do SeaWorld, após ataque à treinadora Foto: AP
Baleias nadam em tanques do SeaWorld, após ataque à treinadora
Foto: AP
Uma treinadora do parque temático SeaWorld Orlando, no Estado da Flórida, morreu nesta quarta-feira depois de ser atacada por uma baleia assassina em frente à platéia. John Mulhall, porta-voz da equipe de resgate, afirmou que paramédicos foram chamados para o estádio Shamu, no parque temático, onde encontraram uma trabalhadora que não poderia ser ressuscitada.

"Uma de nossas mais experientes treinadoras de animais se afogou em um incidente com uma de nossas orcas nesta tarde", afirmou Dan Brown, gerente-geral do Seaworld. "Este é um momento extremamente difícil para os parques Seaworld", disse Brown.

O porta-voz Jim Solomon, da polícia do condado de Orange, negou informações dadas pela imprensa que indicavam que a baleia teria arrastado e atacado a treinadora no tanque. "Aparentemente, ela caiu e foi fatalmente ferida por uma das baleias", dsise Salomon.

A testemunha Vitória Biniak disse a uma equipe de televisão que a treinadora tinha acabado de explicar ao público o show eles estavam prestes a ver. Segundo Vitória, a baleia surgiu de repente a partir da água, pegou a treinadora em torno da cintura e "a sacudiu violentamente" ao ponto de seus calçados caírem. Após o acidente, o público foi convidado a sair e o parque foi fechado.

A orca chamada Tilikum, que significa amigo na língua dos índios Chinook, é uma das baleias que participam dos famosos espetáculos com animais marinhos nos parques do Seaworld, que incluem ainda golfinhos e focas.



Shows com baleias Orca são a principal atração do Seaworld, em Orlando (EUA) - (Sinval Neto/CB/D.A Press)
Shows com baleias Orca são a principal atração do Seaworld, em Orlando (EUA)


Houve vários ataques anteriores a treinadores de baleia em parques SeaWorld. Em novembro 2006, o treinador Kenneth Peters, 39 anos, foi mordido várias vezes por uma baleia assassina durante um show no parque do SeaWorld de San Diego. Ele escapou com um pé quebrado. Em 2004, outra baleia do parque em San Antonio tentou morder um dos treinadores.

Tilikum esteve envolvida em outros incidentes, incluindo a morte em 1991 de um treinador no centro "Sealand of te Pacific" no Canadá.

Com informações da AFP

2 comentários:

  1. Se Tilikum já havia provocado a morte de um treinador, porque permitiram que ela continuasse nesses shows? Os responsáveis pelo parque devem responder a crime doloso, pois sabiam do risco e ainda assim permitiram que a treinadora colocasse sua vida em jogo. Aposto que ainda tem gente odiando a baleia por isso! Os culpados são aqueles que além de tirar o animal do seu habitat natural e colocá-lo numa vida de torturas, ainda querem fazer de um animal selvagem um bichinho de estimação. Que ridículo!

    ResponderExcluir
  2. com certeza tambem tenho a mesma opnião acho extremamante ridicuo.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar