quinta-feira, 20 de maio de 2010

Pandas de cativeiro terão aulas de natureza

A China criará um centro de treinamento para que ursos pandas nascidos em cativeiro aprendam a viver sem ajuda de seus tratadores humanos. A medida foi tomada por conta da morte de alguns exemplares que nasceram em centros de criação e foram libertados na natureza, informou a agência local Xinhua.

O centro ficará na cidade de Dujiangyan (província de Sichuan, sudeste do país), perto do habitat natural dos animais. A iniciativa custará US$ 8,8 milhões, e terá uma floresta que, embora cercada e controlada por tratadores, vai reproduzir o hábitat natural dos animais, considerados um símbolo nacional para os chineses.

A zona acomodará, a princípio, entre três e cinco animais, que "serão treinados para reduzir sua dependência dos homens, mesmo ainda vivendo em jaulas", segundo a informação oficial.

Os animais passarão dez anos em uma zona de treino. Aqueles que se desenvolverem bem serão levados a uma floresta intermediária, com algumas características de um ambiente natural, por outros cinco ou dez anos. Por fim, os que superarem esta fase serão transferidos a uma reserva natural onde viveriam praticamente em estado selvagem.

O panda é um dos animais em maior perigo de extinção do mundo, devido à sua dificuldade de reprodução (problema derivado da perda de habitat e da endogamia, a união entre indivíduos de uma mesma família). Atualmente há cerca de 1,6 mil exemplares em liberdade, nas florestas de montanha das províncias ocidentais chinesas de Sichuan, Gansu e Shaanxi.

(Foto: Shutterstock)

Da Agência EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar