segunda-feira, 5 de julho de 2010

Depois de Larissa Riquelme, Copa tem outra celebridade: o polvo-profeta

Assim como a modelo paraguaia, molusco marinho se transforma em figura do Mundial mesmo distante da África do Sul

larissa riquelme montagemLarissa Riquelme declarou todo o seu amor pelo
Paraguai (Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM)
Larissa Riquelme é forte candidata ao título de celebridade instantânea da Copa do Mundo da África do Sul. A modelo paraguaia chamou a atenção dos fotógrafos das agências internacionais com um formoso “porta-celular”, o decote. Tratava-se de uma campanha de marketing de uma empresa de telefonia móvel. À medida em que o Paraguai avançava na Copa, a bela morena fazia promessas. Primeiro, que desfilaria nua pelas ruas de Assunção caso a seleção guarani chegasse à final. Depois, repensou: bastava que a equipe alcançasse às semifinais. Virou a "Namorada do Mundial".

Pois Larissa tem um concorrente forte. Ele sequer é humano, mas tem espaço na imprensa mundial. Trata-se do inusitado polvo-profeta Paul, do aquário Sea Life, em Oberhausen, na Alemanha. Palpiteiro da melhor qualidade, ele tem 100% de aproveitamento nos resultados da seleção alemã na África do Sul. Acertou até a derrota da equipe de Joachim Löw para a Sérvia, na segunda rodada da fase de grupos. No mata-mata, cravou os triunfos sobre Inglaterra e Argentina.
Polvo profeta da CopaPaul acerta todas! Antes do jogo contra a Argentina, polvo-profeta previu a vitória da Alemanha (Foto: Reuters)
A “adivinhação” é feita da seguinte maneira: os funcionários colocam dentro do aquário de Paul duas caixas com comida. Uma com a bandeira alemã, outra com a do adversário. O polvo, então, “escolhe” quem será o vencedor. Nesta terça-feira, o dom do polvo-profeta será colocado à prova. Às 6h (de Brasília), ele vai passar pelo ritual novamente e terá de prever quem vai se dar melhor na semifinal entre Alemanha e Espanha, que se enfrentam nesta quarta. Se depender do retrospecto de Paul, os torcedores alemães já podem começar a comemorar a vaga na final da Copa do Mundo.
O polvo tem sido tão respeitado que até a imprensa embarca em suas adivinhações. Nesta segunda-feira, um jornal espanhol publicou uma montagem que circula pela internet em que Paul esquece a caixa de comida da Alemanha e escolhe a da Espanha, o que representaria a chegada da Fúria à decisão.

Namorada ‘vilã’ de Casillas e Mick Jagger ‘pé-frio’ também aparecem

Sara Carbonero viveu momentos diferentes na Copa do Mundo. Repórter da rede Telecinco e namorada do goleiro titular e capitão da Espanha, Iker Casillas, ela viu seu nome envolvido numa polêmica. Após ter sido considerado culpado pela derrota para a Suíça, na estreia da Fúria no Mundial, Casillas teve de enfrentar mais críticas do público espanhol. De acordo com o jornal inglês "Daily Mail", os torcedores acharam que o jogador ficou distraído com a presença da namorada atrás de seu gol.
Carbonero entrevista Casillas Paraguai X EspanhaSorridente, Sara Carbonero entrevista Casillas após a vitória da Fúria sobre o Paraguai (Foto: Reuters)
Após o jogo, Sara - eleita a jornalista mais sexy do mundo - quis saber exatamente o que deu errado no gol suíço, quando o camisa 1 saiu de forma desastrada. O goleiro ficou visivelmente constrangido. Os fãs não perdoaram. Para eles, Sara distraiu o goleiro, que poderia estar pensando em "outras coisas". A presença da jornalista na Copa do Mundo causou polêmica na Espanha, já que os jogadores não costumam levar suas mulheres em viagens com a seleção nacional.

A morena, um dos alvos preferidos dos tabloides, foi rápida para negar qualquer responsabilidade em uma falha de Casillas.

- Eu posso desestabilizar o time? Acho que isto não faz o menor sentido - disse.

No último sábado, depois da vitória da Espanha sobre o Paraguai e a classificação para a semifinal, Casillas e Sara curtiram um outro momento. Depois de o goleiro ter sido um dos destaques da partida, a ex-vilã aproveitou a oportunidade para realizar uma entrevista exclusiva com o camisa 1 da Fúria.
Bill Clinton e Mick Jagger no jogo EUA X GanaClinton e Mick Jagger no jogo entre EUA e Gana.
Os americanos caíram (Foto: Getty Images )
Mick Jagger também virou uma das figuras marcantes da Copa do Mundo. É, sem dúvida, o pé-frio do Mundial. O líder dos Rolling Stones deve ter se arrependido de ir à África do Sul. Primeiro, viu, perto do ex-presidente Bill Clinton, a derrota dos Estados Unidos para Gana. No dia seguinte, presenciou a sua Inglaterra ser goleada pela Alemanha e voltar para casa. A sina continuou nas quartas de final. Na sexta-feira, ao lado do filho brasileiro, viu a seleção de Dunga cair diante da Holanda. Um dia depois, foi assistir Alemanha x Argentina. Certamente, não torcia pelos alemães, que eliminaram a seleção do seu país-natal. Resultado: Argentina desclassificada. Com direito a uma goleada (4 a 0).
Por GLOBOESPORTE.COMRio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar