quinta-feira, 29 de julho de 2010

Guanaco quebra a perna e passa por cirurgia de 3 horas em zoo

Cirurgia colocou pinos na perna do animal

Foto: Divulgação

O zoológico do Estado do Rio Grande do Sul, na cidade de Sapucaia do Sul, realizou uma cirurgia de mais de três horas em um fêmea guanaco (Lama guanicoe). O animal estava com dores em uma das pernas e dificuldade de locomoção, o que levou a um exame que detectou uma fratura no osso. As informações são da Fundação Zoobotânica do Estado.

A operação, divulgada nesta quinta-feira, foi realizada no dia 15 e implantou com sucesso pinos na perna do guanaco. O período de recuperação deve durar, no total, cerca de três meses. O animal está em um ambiente restrito, no qual deve permanecer por aproximadamente 30 dias, quando passará por novos exames. O guanaco deve passar por exames mensais e, após 90 dias, deve ter os pinos retirados da perna.

Participaram da cirurgia a equipe do professor Marcelo Alievi, do Hospital de Clínicas da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), com a participação do anestesista Alexandre Polydoro. Acompanharam o procedimento as médicas veterinárias Raquel Von Hohendorff e Maria do Carmo Both e tratadores do Hospital Veterinário do Zoo.

O guanaco é uma espécie da família Camelidae. Pesa entre 60 e 75 kg e vive cerca de 30 anos. Quando adulto, pode gerar somente um filhote por parto, sendo que a gestação dura de 345 a 360 dias. O herbívoro pode ser encontrado no Peru, Bolívia e Chile, nas regiões de estepe. Segundo a fundação, no zoológico a espécie está bem adaptada, com registro de nascimentos bem sucedidos.(Fonte: Terra)

"Guanaco" Que bicho é esse?
Autor: clarissa helena

Os guanacos são uma espécie de lhama selvagem e assim como a lhama, é um mamífero ruminante da América do Sul, da família dos camelídeos. Entretanto este animal tem pelagem mais curta, pode passar quatro dias sem água e vive em grandes alturas, próximas aos 4.000 metros. Muito visto na Patagônia onde dividem o território com pumas, raposas e grandes aves de rapina.

Pesquisadores constataram que os guanacos são animais milenares.

Ao longo do cânion do Rio Pinturas foram encontradas pinturas rupestres com 8.500 anos que ilustram mãos, animais e caçadores nas paredes das cavernas, muito bem conservadas, onde se descobriu que os guanacos já existiam há milênios e eram a base destas culturas pré-patagônicas.

fonte de pesquisa: canal discovery

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar