quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Produtores de maconha do Canadá usam ursos para proteger plantação

A polícia canadense anunciou, com espanto, esta quarta-feira, ter descoberto pelo menos 14 ursos selvagens sendo usados como animais de guarda de uma plantação ilegal de maconha, durante uma batida numa propriedade no oeste do Canadá.

A plantação da erva que ficava próxima ao lago Christina, cerca de 550 quilômetros de Vancouver, estava sendo protegida pelos ursos para evitar o roubo do cultivo ilegal da planta, segundo informações da Agência EFE.

O sargento da polícia montada canadense Fred Mansveld disse que a polícia acredita que os dois produtores detidos na operação usaram ração de cachorro para atrair os animais para sua remota propriedade, no sudeste da Columbia Britânica, a fim de afugentar ladrões de erva.

A polícia costuma encontrar cães, guardas humanos ou armadilhas em locais de plantação. No entanto, os ursos não fizeram um bom trabalho quando os cinco policiais chegaram.

"Eram mansos, apenas se sentaram e ficaram observando... Em um determinado momento, os ursos subiram no capô de um carro da polícia, se sentaram por um instante e depois saltaram", disse Mansveld.

Ele contou que os policiais que participaram da operação, em 30 de julho, estavam acostumados a lidar com animais selvagens e embora fossem cautelosos, não tiveram medo dos ursos pois perceberam que os animais não eram agressivos.

Ursos negros são comuns em todo o Canadá e com exceção de mães acompanhadas dos filhotes, normalmente vivem solitários na floresta.

(Foto: Shutterstock)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar