sábado, 28 de agosto de 2010

Zoológico Exporta Hipopótamos Para Reduzir A Superpopulação De Animais

Um zoológico de Tel Aviv, em Israel, resolveu exportar hipopótamos. Eles têm a maior população de hipopótamos, em relação aos zoológicos de todo o mundo.

O barulho do motor rasga o silêncio da manhã. É o trator levando café da manhã para os bichos no maior zoológico do Oriente Médio. Gnus, antílopes, cervos e rinocerontes com chifres afiados se aproximam do trator para a primeira ração do dia.

O Ramat Gan Safari Park, pertinho de Tel Aviv, tem atualmente 1600 animais. A maioria anda livre pela área do parque, mas uma pequena parte de elefantes, macacos, tigres e leões é mantida em cativeiros isolados.

É o lago onde vivem os hipopótamos que tem chamado a atenção de tratadores e veterinários. Até alguns anos atrás, como em outros zoológicos, não havia mais do que cinco ou seis animais, mas com os acasalamentos, o número de hipopótamos cresceu muito.




Hoje, o Ramat Gan Safari Park tem 33 desses animais. É a maior população de hipopótamos, em relação aos zoológicos de todo o mundo.

Amelia Terkel, gerente do zoológico, diz que se nenhuma providência fosse tomada, eles poderiam se tornar agressivos, fora de controle. A primeira opção, castrar os machos, foi abandonada depois que um animal morreu. Aí veio a ideia de exportar os hipopótamos.

Imagens noturnas mostram como os animais são anestesiados antes da viagem. Os bichos têm que estar a pelo menos 500 metros de distância do lago, porque senão correm para a água e se afogam. Nos últimos três anos, 12 hipopótamos foram enviados para países como Vietnã, Cazaquistão e Turquia.

Enquanto isso, outra medida muito prática e antiga continua valendo para impedir a procriação, manter machos e fêmeas bem afastados.


Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar