segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Crocodilos - nem todos são iguais

Os crocodilos formam três famílias definidas:
crocodylidae (crocodrilos), alligatoridae (caimões e jacarés)
e gavialidae (gaviais), que por sua vez contam com 23 espécies.


Apesar de todas as espécies serem conhecidas coletivamente como “crocodiloides” porque compartilham características básicas, os cientistas decidiram complicar a vida colocando os crocodilos e caimões em famílias diferentes. Como se trata de ser o mais simples do mundo, podemos dizer que a diferença fundamental entre eles está na forma de suas cabeças. Os jacarés e os caimões têm focinhos grandes em forma de “u”, enquanto que os crocodilos têm focinhos mais estreito e em forma de V.


Outra diferença muito importante é que os crocodilos têm glândulas de sal na língua, para esconder o excesso de sal de seus corpos. Os jacarés e os caimões também têm a estrutura básica de suas línguas, mas não são funcionais. Por isso, os crocodilos de água salgada podem passar muitos dias - e até semanas - em água salgada, enquanto que os jacarés e os caimões estão praticamente restringidos a água doce. Por outro lado, o crocodilo tem dentes maiores do que o caimão e o jacaré, e os mostra mais a miúdo. Outra diferença notável? O caimão é mais pesado e robusto que o crocodilo mas, também não é tão rápido e perigoso quanto ele.

A fêmea e suas crias
A fêmea está pronta para pôr seus ovos quase dois meses depois do acasalamento. Ela explora a área procurando o lugar ideal cavando geralmente um buraco em algum lugar seco ou à beira d’água.

Ela deposita de 25 a 80 ovos e se prepara para uma vigília durante os três meses de incubação. Só deixa o ninho para se refrescar na sombra ou para dar um mergulho na água. O macho está normalmente por perto para assustar os predadores. Instinto paternal? Diria que sim. Esta é definitivamente uma dedicação bastante rara nos répteis que geralmente põem seus ovos e se vão.

Justo antes de nascer, os jovens crocodilos emitem sons agudos como sinal de ajuda. A fêmea cava o ninho, tira os ovos com a boca e algumas vezes roda os ovos com o macho para ajudar os filhotes a saírem da casca. Um dado incrível é que os jovens crocodilos podem viver sob a proteção de sua mãe... até os três anos de idade. Eles se alimentam de insetos e peixes pequenos, e crescem cerca de 30,4 centímetros por ano.

Ainda que as fêmeas tentem defender seus filhotes, muitos deles serão comidos por crocodilos maiores antes de alcançarem a maturidade. Pode parecer mentira, mas este canibalismo tem um propósito. Quando a procriação é saudável, sua mortalidade é mais alta e quando necessita se recuperar, o índice de sobrevivência é mais alto. A natureza é incrivelmente sábia.

*************************

Espécies do mundo

*************************

Ásia:

Crocodilo de água salgada
Um dos mais perigosos: ataca tanto a quadrúpedes quanto a humanos. Pode medir de 4 a 4,30 metros e é encontrado no sudeste da Ásia e no norte da Austrália.

Gavial
É encontrado na Índia, cresce até 6,50 metros e se diferencia por ter um focinho comprido e estreito parecido com um cabo de uma frigideira. Apesar de ter um aspecto um pouco assustador, não é muito perigoso.

Jacaré Chinês
Pode ser o mais ameaçado de extinção de sua espécie. Numa pesquisa de 1999, encontraram menos de 150 em seu habitat natural ao leste da China.

*************************

África:

Crocodilo do Nilo
É um dos mais ferozes que existem. Já foi reverenciado pelos egípcios, hoje é morto sem piedade desaparecendo de algumas regiões.

*************************

Oceania:

Crocodilo Johnston
Para escapar da água, este crocodilo galopa. Assim como o cavalo faz ao correr, suas quatro extremidades levantam do chão. Vivem no norte tropical da Austrália.

*************************

América:

Jacaré americano
É um caçador silencioso mas é o mais barulhento na época de acasalamento: o macho pode ser ouvido a mais de 150 metros de distância.

Crocodilo de Morelet
Vive no México, Guatemala e Belice. Sua pele é considerada de alta qualidade.

Crocodrilo americano
Um dos maiores de sua espécie, os machos podem alcançar os 5 metros. Vive ao longo da América.

Caimão negro
Caçado por sua pele, já foi extinto em alguns de seus habitats naturais. Vive na América do Norte e do Sul.

Caimão anão Cuvier
É o menor de sua espécie (1,50 metros) e também é o mais protegido pela natureza: inclusive suas pálpebras são cobertas por placas ossudas. Habita a América do Sul.

Caimão com óculos
Mede uns 2,50 metros de comprimento e é encontrado em quase toda a América. Tem as pálpebras curiosamente enrugadas, parece que usa óculos.

*************************

Você sabia?

Evoluíram primeiro. Apareceram como animais de terra - com pernas levemente mais compridas e focinhos mais curtos dos que os que conhecemos hoje - há cerca de 200 milhões de anos - na era dos dinossauros. Os fósseis demonstram que evoluíram de maneira variada e começaram uma vida semi-aquática com algumas características similares as dos mamíferos e pássaros, ao contrário dos répteis.

Existiu um deus crocodilo. O antigo Egito reverenciava um deus com corpo humano e cabeça de crocodilo chamado de Sobek. Este deus pode ser visto nas paredes antigas recebendo oferendas e em múltiplas esculturas. Também foram encontrados crocodilos mumificados em tumbas egípcias de gente de alta hierarquia. Outro fato incrível? Os aborígenes da Austrália acreditavam que um de seus maiores rios havia sido feito por crocodilo... Essa você não sabia!

O mais temido está na África. Dizem que em Burundi vive o maior crocodilo de água doce da África. A população comenta que “Gustavo”, como foi batizado pelo pesquisador francês Patrice Faye, pode comer até 20 pessoas quando sai em busca de fêmeas. Dizem que o réptil mede seis metros de comprimento e pesa uma tonelada!

São imunes a quase tudo. Os crocodilos têm um dos sistemas imunológicos mais incríveis que existe. Entretanto, há casos de crocodilos em cativeiros em más condições ou daqueles feridos, que baixam drasticamente suas defesas.

As estatísticas matam. Já foram eliminados cerca de 20 milhões de crocodilos durante os últimos 50 anos. Seus dentes eram considerados sagrados em certas regiões da Índia e sua pele se transformou em couro de moda. Isto fez com que os governos de vários países criassem leis para acabar com esta matança indiscriminada.

*************************

Crocodilos em números

1. Os crocodilos são encontrados em 91 países.
2. Podem alcançar velocidades de 11 quilômetros por hora quando correm com o abdômen, e ainda mais rápido se deslizam na lama.
3. A maioria dos crocodilos machos de água salgada medem entre 4,6 e 4,9 metros. As fêmeas são consideravelmente menores e medem cerca de três metros.
4. O maior crocodilo foi capturado em Papua Nova Guiné em 1982 e media 6,2 metros.
5. O comprimento do maior crocodilo capturado por Steve Irwin é de quase cinco metros.
6. Os crocodilos podem chegar a viver entre 60 e 70 anos.
7. Um crocodilo adulto pode crescer até 40 vezes mais que seu peso como filhote.
8. Cientistas estimam que cerca de um quarto dos filhotes morrem durante o primeiro ano de vida e somente um entre 100 chega aos dez anos de idade.
9. Um crocodilo pode se manter submerso até duas horas, mas geralmente não passa de mais de 15 minutos debaixo d’água.

Fonte: preceitos.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar