segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Cães e gatos: amigos fiéis da reabilitação

Longas terapias em consultórios? Nem pensar. Brincar com cachorros e gatos está sendo um diferencial na reabilitação de crianças com deficiências no projeto Bicho Solidário, da Universidade de Vila Velha no ES.

Criado há quatro anos, a iniciativa funciona com a participação de voluntários, donos dos bichinhos de estimação - que são adestrados -, além de alunos e professores dos cursos de Medicina Veterinária, Fisioterapia, Medicina e Enfermagem. O objetivo é proporcionar bem-estar tanto ao paciente quanto ao animal, por meio do convívio e interação, promovendo ainda a reabilitação de crianças com sequelas neurológicas.

Sem poder andar, Amanda, de 8 anos, espera ansiosa a quarta-feira chegar para brincar com os animais do projeto. Uma doença congênita atingiu sete vértebras de sua coluna durante o nascimento.

"A coordenação motora dela melhorou muito porque ela escova o pelo dos animais e os dentes e tem que segurar com força a coleira. Como ela não teve a fase do engatinhar, esse contato fez com que ela perdesse o medo de outros bichos. Ela briga, fala alto com os bichos. Amanda desestressa e se sente no comando", explica a mãe, Genelita Moreto. Alegre e falante, Amanda diz que prefere mais os animais do que as suas bonecas. "Eu gosto muito e cuido deles", afirma a menina, enquanto afaga um cãozinho.

A médica veterinária Fernanda de Toledo Vieira, diz que outro benefício é a melhora no sistema imunológico das crianças. "Coletamos amostras da saliva delas e constatamos o aumento de anticorpos, decorrente da redução da ansiedade", diz. Hoje são atendidas 10 crianças, além de idosos com Alzheimer de uma casa de repouso de Vila Velha.

Mas o serviço ainda pode melhorar. "Precisamos de voluntários, tanto profissionais e alunos quanto de donos de animais, que queiram levá-los. O animal precisa ser dócil e saudável e será adestrado no projeto", explica a veterinária. (Daniella Zanotti)

Voluntários:
Se você tem um animal dócil e saudável, pode ser voluntário. Isso vale também para profissionais da saúde e estudantes. É só entrar em contato com o serviço, às quartas-feiras, às 19h.

Endereço:
CAMPUS BOA VISTA DA UVV, EM VILA VELHA

telefone:
(27) 3421-2172


A GAZETA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar