domingo, 12 de dezembro de 2010

Curiosidades sobre sapos

Os sapos são o grupo mais conhecido de anfíbios. Elas têm uma distribuição mundial, com exceção das regiões polares, algumas ilhas oceânicas, e o mais seco dos desertos.

O que você pensa quando vê um sapo? Você imagina uma criatura verde, pequena, mal cheirosa, sentada na lama? A maioria das pessoas imagina e é por isso que os sapos se tornaram animais indesejados para muita gente. Mas isso está muito longe de ser verdade. Sapos são animais fascinantes, que vivem em muitos lugares, inclusive no deserto! Lendo estas páginas você vai ficar sabendo de muitas coisas interessantes que os sapos fazem. Quando você aprender mais sobre esses animais, vai concordar com a gente: sapos são um barato!

Sapos fazem parte de um grande grupo de animais chamados ANFÍBIOS. Os anfíbios passam uma parte de suas vidas vivendo na água e outra parte na terra.

Sapos adultos respiram como a gente, pelos pulmões. Antes de um sapo se tornar adulto ele é chamado de girino. Girinos vivem na água e respiram por guelras, como os peixes.

Sapos comem insetos como moscas e mosquitos, mas também comem peixinhos pequenos, pássaros e alguns comem outros sapos!

Sapos não bebem água como os humanos. Em vez disso, eles absorvem líquidos pela pele.Por isso eles sempre estão perto de riachos. Quando eles estão longe dos rios absorvem água da própria urina, que fica armazenada na bexiga deles!

A pele dos sapos é permeável. Isso significa que substâncias como oxigênio, água e também, muitas vezes, perigosas substâncias químicas podem ser absorvidas por suas peles.

Assim como as cobras, existe um tipo de sapo que troca de pele. Isso é chamado de muda. Primeiro o sapo arqueia suas costas até fazer um corte na pele. Com o pé dianteiro ele puxa a pele morta que sai inteira numa só peça e a come!

Sapos ouvem tanto quanto a gente, com a diferença que o tímpano deles fica do lado de fora do ouvido.
Sapos são animais de sangue frio. Isso significa que a temperatura de seus corpos muda com a temperatura ambiente. Quando o inverno chega, muitos sapos hibernam. Hibernação é como tirar um longo cochilo. Quando um animal hiberna, o coração bate devagar e a respiração também é muito lenta, por isso a temperatura do corpo baixa. O corpo se alimenta de gordura armazenada, até que o tempo fique quente outra vez.

Sapos machos coaxam para atrair as fêmeas durante a época de acasalamento. Alguns sapos conseguem coaxar mesmo estando debaixo d’água! Sapos têm um saco vocal e quando eles querem coaxar bem alto, enchem esse saco de ar!

Há mais de 3500 tipos diferentes de sapos!

O CICLO DE VIDA

Ciclo de vida é a seqüência de mudanças pelas quais um indivíduo passa, resultando na habilidade de reproduzir um outro indivíduo. A maioria dos sapos segue esse princípio básico do ciclo de vida. Primeiro, o sapo macho se agarra às costas da fêmea e coloca suas patas dianteiras em volta dela, como se estivesse dando um grande abraço. A fêmea, então, coloca os ovos. Nesse momento o sapo macho solta seu esperma na água (pode ser em outros lugares mas na água é mais comum). Alguns dos espermas vão encontrar os ovos e outros não.Os ovos que têm contato com o esperma serão fertilizados e assim continuarão a jornada até que se tornem girinos. Os ovos e o esperma que não se encontram, morrem ou são comidos por outros animais.

Alguns sapos colocam só dois ovos mas há os que conseguem colocar até 20.000! Freqüentemente os delicados ovinhos ficam grudados entre pedras de riacho ou dentro de tocos de madeira, dentro da água. Às vezes ficam livres, flutuando. Cada ovo contém uma gema que alimenta o girino, assim como a gema do ovo de galinha alimenta o pintainho.

Os girinos permanecem dentro do ovo por tempos diferentes. Isso depende da temperatura fora d' água e do tipo de sapo.

Os girinos não se parecem nada com sapos. Têm o corpo redondo, rabo comprido e não têm pernas! Quando eles vão crescendo, acontece uma espantosa transformação. Pernas e braços começam a crescer e boca começa a alargar. Passam a respirar pelos pulmões em vez de guelras e o girino passa a ser observado fora da água.

Então o rabo desaparece e o girino passa a ser um sapo adulto.

Dependendo do tipo de sapo pode levar dias, semanas ou anos para que o ciclo da vida seja completado!

Um sapo pode viver até 40 anos!

Se você vir ovinhos ou girinos perto de riachos, não os toque! O ciclo de vida está em andamento para que os sapos cresçam. Se puder, visite o local diariamente e veja as como os ovinho e os girinos vão mudando.



Qual a diferença entre sapo, rã e perereca?

Embora muita gente faça confusão, esses três animais saltitantes possuem muitas diferenças entre si, tanto na morfologia quanto no comportamento e na classificação zoológica. Em comum eles têm o fato de serem classificados como anuros, o nome dado aos anfíbios que não têm rabo. "Os sapos, em geral, pertencem à família dos bufonídeos, embora existam espécies distribuídas por outras famílias de anuros", diz o zoólogo Célio Fernando Haddad, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), em Rio Claro (SP). Eles preferem viver em terra firme e só procuram ambientes aquáticos quando vão se reproduzir. No Brasil, uma das espécies mais comuns é o sapo-cururu (Bufo marinus). As rãs são as mais habilidosas entre esses três tipos de anuros. Elas conseguem dar saltos de até 1,5 metro de comprimento e 70 centímetros de altura. "A família dos ranídeos é a mais numerosa, embora no Brasil ocorra uma única espécie dessa família (Rana palmipes). As demais rãs brasileiras pertencem à outra família, a dos leptodactylídeos", diz Célio. As pererecas, como os sapos, também não gostam de lagoas. Elas costumam viver em árvores e pertencem a várias famílias. A mais extensa é a dos hylídeos, da qual fazem parte a perereca-da-europa (Hyla arborea) e a minúscula grass frog ("perereca da grama"), que mede só 1,75 centímetro.


Das lagoas à terra firme
A melhor maneira de distingui-los é pelo hábitat de cada um

PERERECA
Hábitat: muito encontrada em galhos de árvores
Tamanho: menos de 10 centímetros
Número de espécies: mais de 700
Em geral, a perereca é menor que um sapo ou uma rã e tem como característica os olhos esbugalhados, deslocados para fora. Suas pernas finas e longas permitem grandes saltos - algumas alcançam a marca de 2 metros de distância! As pontas dos dedos da perereca possuem um tipo de ventosa, que ajuda a subir nas árvores

SAPO
Hábitat: prefere viver em terra firme
Tamanho: de 2 a 25 centímetros
Número de espécies: cerca de 300
Tem aparência estranha, pele rugosa e cheia de verrugas. Suas pernas curtas fazem com que dê pulos limitados e desajeitados. Graças a glândulas na região dorsal, o sapo libera veneno que pode irritar nossos olhos e as mucosas. Mas a peçonha só pode ser expelida se o animal sofrer uma pressão externa, como ser pisado


Hábitat
: mora principalmente em lagoas
Tamanho
: de 9,8 milímetros a 30 centímetros
Número de espécies
: mais de 4 mil
Se o sapo assusta pelo veneno, a rã é considerada um prato sofisticado em muitos países. Ela tem a pele lisa e brilhante. Suas pernas são longas e correspondem a mais da metade do tamanho do animal. As patas traseiras podem ser dotadas de membranas que ajudam a rã a nadar



9 comentários:

  1. Muito bom o post
    Deu pra aprender muito
    Obrigado

    ResponderExcluir
  2. é tem bastante coisa importante!!!da para aprender um monte!!

    ResponderExcluir
  3. muito bom estou fazendo um trabalho de ciências sobre os anfibios e este site me ajudou mto mto msm !!!! Obrigado parabens

    ResponderExcluir
  4. AS explicações contidas foi de muto valia para mim. Relembrei e aprendi coisas novas a respeito de sapos, rãs e pererecas. Parabens

    ResponderExcluir
  5. Tenho registrado em fotos e vídeo, algo jamais visto no mundo: uma enorme sapa, de barriga para cima, um sapo segurando forte seu braço direito outro segurando seu braço esquerdo, e um outro apertando forte sua barriga, dela saia uma espece de fio meio gosmento cheio de pontinhos preto. coisa muito louca! kkk Quianto eu ganharia por estas imagens? ID 115*49831 / 7892-6835

    ResponderExcluir
  6. achei muito legal!!! mais o único problema foi que vcs colocaram que sapos era um grupo mais na verdade ele é um dos exemplos do grupo dos anuros que faz parte dos anfibios.

    ResponderExcluir
  7. Em Bonfim/MG dezenas de sapos morrem esmagados por carros diariamente!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar