terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Esquilos se masturbam para evitar contrair infecção sexualmente transmissível.

Há uma famosa imagem que provavelmente impregnou-se na retina de quem passa muito tempo na internet. É um esquilo, de pé, com um par de testículos surpreendentemente enorme pendurado, não se trata de uma imagem forjado - é uma imagem que corresponde á realidade. Os machos têm um escroto que é 20% do seu comprimento (excluindo a cauda) e seu pênis é mais do que o dobro do tamanho.

Estes órgãos genitais poderosos sugerem que o sexo e os espermatozóides, em particular, é um negócio sério para os esquilos à terra do Cabo. Para obter as melhores chances de paternidade a próxima geração, eles precisam garantir que seu esperma fertilize os óvulos da fêmea e não os dos rivais. Então eles fazem um monte de que, daí, os testículos grandes.

Com o esperma que é tão importante, é estranho que alguns pontos do Cabo esquilos regularmente resíduos deles. No entanto, é exatamente o que a zoóloga Jane Waterman, da Universidade da Flórida (EUA), que passou cerca de 2000 horaJane Waterman viu ao estudar os esquilos selvagens na Namíbia. Alguns deles se masturbam e aparentemente desperdiçam seu precioso esperma. O que parece uma masturbação bastante acrobática. Vou deixar Waterman descrever-se:

"Uma masturbação oral foi registrada quando um macho sentado com a cabeça abaixada e um pênis ereto em sua boca, sendo estimulado com a boca (felação) e as patas dianteiras (masturbação), enquanto a parte inferior do tronco movia para a frente e para trás em movimentos de empurrão, culminando finalmente em uma ejaculação aparente, depois que o macho parecia consumir a ejaculação."

Muitos mamíferos se masturbam incluindo humanos, outros primatas, roedores, e muito mais. Em todos os casos, a mesma pergunta permanece - por que desperdiçam o esperma? A explicação mais óbvia é que isso é o que os homens fazem quando estão com tesão, mas sem êxito com  com uma parceria. Este é o altivamente chamada "hipótese de saída sexual". Se é certo, a masturbação não é adaptativa - é apenas um efeito colateral da excitação sexual intensa gerada em espécies onde os machos acasalam com muitas fêmeas.

Uma alternativa é que a masturbação é realmente benéfica. Pela lavagem de esperma dos testículos do macho, ele obtém uma maior proporção de espermatozóides férteis por afluxo ou prontos para o acasalamento potencial seguinte.

Mas Waterman considera que ambas as hipóteses estão erradas, pelo menos quando se trata de esquilos do Cabo. Ela deve saber, ela gastou cerca de 2000 horas de espionagem sobre o animal com um par de binóculos, observando cada interação entre eles, e cada ato sexual entre os machos locais.


Esta escassez de dados mostrou que os machos se masturbam com mais freqüência quando as fêmeas estão prontas para o acasalamento. Mas Waterman também descobriu que os machos dominantes eram muito mais propensos a se masturbar do que os subordinados, e os machos que tinham ou realmente tiveram relações sexuais eram mais propensos a fazê-lo do que em períodos de abstinência. Isso exclui a hipótese de saída sexual, que prevê que os machos subordinados e aqueles que foram rejeitadas pelas fêmeas seriam masturbadores mais freqüentes. A alternativa "qualidade do esperma" hipótese não quer trabalhar, para os machos se masturbavam mais vezes após o sexo do que antes. Não é claramente um ato de preparação.

Waterman considerou, e descartou a possibilidade de que a masturbação é uma espécie de sinal. É improvável que os machos estão de alguma forma exibindo para futuras companheiras, porque eles não eram mais propensos a fazê-lo quando as fêmeas estavam perto. É igualmente improvável que eles estejam enviando mensagens para os rivais, a publicidade do fato de que eles tiveram relações sexuais.

A explicação final é que a masturbação é realmente uma forma de auto-medicação. Ao limpar os órgãos genitais, os machos reduzem suas chances de contrair uma infecção sexualmente transmissível. É uma nova hipótese que Waterman apresentou, mas é a única que realmente se encaixa com todos os seus dados. Se é verdade, você esperaria que os machos se masturbariam com mais frequência após o sexo do que antes - é  o que eles fazem. Você esperaria que se masturbariam com mais freqüência durante a época em que as fêmeas estão prontas para acasalar - é o que eles fazem. E, finalmente, você poderia esperar um aumento da frequencia de masturbação à medida que conseguiria fazer mais sexo.
A masturbação era muito mais freqüente nos dias de cio da fêmeas e ocorriam principalmente após a cópula. As taxas de masturbação foram maiores nos machos dominantes, que copulam mais, do que nos subordinados e aumentou com o número de companheiras fêmeas disponíveis.
Um esquilo se masturbao genitais limpeza de duas maneiras - ele esfrega a pouco fora e esvazia os para dentro. Muitos outros roedores pode lamber os seus genitais após o ato sexual e experimentos com ratos demonstraram que isso realmente ajuda a prevenir infecções . Isto também poderia explicar o fato de que algumas frutas fellatio prática morcegos durante o sexo .

Em termos de limpeza do trato genital, alguns estudos têm sugerido que é por isso que homens sentem a necessidade de ir urinar depois das relações sexuais. Os esquilos do Cabo, no entanto, são uma espécie do deserto e conservam a água e por isso raramente urinar. Masturbar pode ser a próxima melhor coisa e, na verdade, engolindo a ejaculação depois, os esquilos podem prevenir a perda desnecessária de água.

Referência: Waterman, J. (2010). A função adaptativa da Masturbação em Promiscuous Africano Esquilo PLoS ONE Ground, 5 (9) DOI: 10.1371/journal.pone.0013060

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar