quinta-feira, 24 de março de 2011

Leoa passa horas cuidando do companheiro doente, antes de ele ser sacrificado

Shiba, uma leoa do Zoológico de Pittsburgh, nos Estados Unidos, ficou ao lado do companheiro, até os últimos dias da vida dele. O leão africano conhecido como Juma, vivia no local desde 1990 e precisou ser sacrificado por conta de doenças relacionadas à idade, incluindo a demência felina.

- Seus tratadores tentaram encorajá-lo a comer, dando-lhe a sua comida favorita: peru. Mas sabíamos que, apesar de tudo o que estavam fazendo, sua qualidade de vida continuava piorando. Disse a Dra. Stephanie James, diretora de saúde animal da instituição, ao site do tablóide Daily Mail.

Segundo os tratadores, Shiba percebeu que o companheiro não estava bem / Foto: Reprodução
Shiba e Juma passaram a vida inteira juntos. E quando a artrite começou a impedir o rei da floresta de pular para a plataforma da jaula, ela o acompanhava até a cama de palha preparada pela administração do parque.

- Dias antes de morrer, Shiba passou horas cuidando dele e fez questão de ficar perto do amado o tempo todo. Revelou Kathy Suthard, tratadora do jardim zoológico. Segundo a profissional, a leoa já havia percebido que Juma não estava se sentindo bem.

O maior desafio de Shiba agora é voltar à rotina, o que, de acordo com os funcionários do zoo, está acontecendo aos poucos.

Juma chegou ao zoológico de Pittsburgh. Debilitado, o animal precisou ser sacrificado / Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar