quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Tyrannosaurus rex tinha a mais poderosa mordida entre todas as criaturas que já andaram na Terra


A mordida mais devastadora do mundo é a do T. rex
Por O Globo

RIO - O mais temido predador da era jurássica acaba de aumentar sua fama de mau. O Tyrannosaurus rex tinha a mais poderosa mordida entre todas as criaturas que já andaram na Terra, afirmam cientistas da Universidade de Liverpool, cujo trabalho foi recém-publicado na revista britânica "Biology Letters".


Pesquisas anteriores subestimaram a força deste animal pré-histórico. Depois de fazer uma varredura com laser no crânio de um T. rex, um modelo matemático calculou que sua mordida deveria variar entre 20 mil e 57 mil newtons, o que equivale a uma força de 2 a 5,8 toneladas (o mesmo peso de um elefante), capaz de quebrar ossos de outros dinossauros. Até então, os estudos diziam que sua capacidade máxima era de 1,3 tonelada.

A nova estimativa dos pesquisadores se baseou no tamanho dos músculos do crânio do animal. A pesquisa de Karl Bates, do laboratório de biomecânica da Universidade de Liverpool, e de Peter Falkingham, da Universidade de Manchester, usou como modelo um esqueleto de T. rex em exibição no Manchester Museum, no Reino Unido.

- Nós digitalizamos o esqueleto com um escâner a laser e conseguimos construir um modelo em terceira dimensão do animal no nosso computador - explicou Bates. - Nossos resultados mostram que o tiranossauro tinha uma mordida extremamente potente. Ele foi um dos predadores mais perigosos que habitaram nosso planeta. Seu esqueleto e seu sistema muscular continuarão fascinando os cientistas durante anos.

A força da mordida e a voracidade do T. rex têm sido alvo de debates entre os cientistas. Estudos chegaram a especular que os tiranossauros se alimentavam de carniça. Parte da polêmica vem do fato de os músculos não se fossilizarem. Para saber a força da mordida do animal, é necessário lançar mão de análises estatísticas e de projeções.

Para efeito de comparação, a equipe de Bates chegou a calcular qual seria a força da mordida de uma pessoa e de um crocodilo caso tivessem o mesmo tamanho de um tiranossauro. Mesmo nestes casos, o predador pré-histórico T. rex apresentou resultados mais potentes.

A pesquisa revelou, ainda, que o aumento da força da mordida do dinossauro não é linear. Mesmo guardada as devidas proporções, o adulto era muito mais forte do que um jovem. Isto indica que apenas os maiores conseguiam atacar algumas das presas. O tiranossauro, que viveu há 65 milhões de anos, podia chegar a ter 12 metros de comprimento e quatro de altura.

Esta não foi a primeira vez que cientistas usaram laser para calcular o tamanho dos tiranossauros. Em outubro de 2011, cientistas do Royal Veterinary College, em Londres, chegaram a conclusão de que eles eram cerca de 30% maiores do que as estimativas anteriores, em trabalho publicado no periódico "PLoS One".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar