domingo, 26 de agosto de 2012

Tubarão branco gosta de rock

Tubarões brancos gostam de rock

Dessa vez, não foi o pessoal de alguma universidade que descobriu a bizarrice. Foi o operador de barco australiano Matt Waller, gente como a gente. Quer dizer, ele provavelmente entende um pouco mais sobre tubarões do que o resto de nós.

Matt trabalha na Neptune Bay, região turística da Austrália, e leva os turistas para ver (e até nadar com) tubarões brancos, grande atração de lá. Pensando em formas criativas de atrair os animais, o cara instalou autofalantes em gaiolas embaixo d’água e botou música para tocar, para ver qual seria a reação deles.

À princípio, eles nem deram bola. Mas quando o DJ começou a mandar clássicos do AC/DC, como “You Shook Me All Night Long” e “Back in Black”, os tubarões se aproximaram, superamigáveis. Alguns até ficaram se esfregando nas barras da gaiola, para a surpresa do operador.

A explicação mais lógica é que os tubarões brancos sejam atraídos pelas baixas frequências das músicas da banda australiana (já que eles não têm ouvidos, propriamente ditos). Segundo Matt, o próximo passo é diversificar a playlist, ver a quais outras músicas os animais respondem e identificar exatamente os elementos que os atraem nas canções.

Já imaginou um tubarão batendo-cabeça? Fazendo air guitar? Animal. [Fonte: Superinteressante]

O Grande tubarão-branco

Carcharadon carcharias
Ordem: Lamniformes

É difícil não superestimar a reputação do enorme e majestoso grande tubarão-branco (“great white shark”). Um dos maiores predadores do oceano, é o tubarão mais identificável em todo o mundo, graças à sua coloração única e atraente, seus olhos negros e os ferozes dentes e mandíbulas, que vêm estampando há décadas as capas das revistas.

O gigante branco é um dos tubarões com maior distribuição, devido em parte à sua capacidade pouco habitual de manter a temperatura do corpo mais elevada do que a do ambiente que o rodeia, o que lhe permite sobreviver facilmente mesmo em águas muito frias. Embora seja raramente visto na maioria das águas costeiras, ele costuma ser encontrado por pescadores e mergulhadores. Conhecido pela sua curiosidade – os tubarões-brancos costumam erguer a cabeça para fora da água –, ele gosta de explorar e morder objetos estranhos, o que o torna perigoso para os humanos. Muitos especialistas em tubarões acreditam que os ataques a humanos sejam resultado desse comportamento exploratório, que pode facilmente tornar-se fatal em virtude dos seus dentes muito afiados e da força das suas mandíbulas. Os tubarões-brancos são responsáveis pelo maior número de ataques fatais a humanos, principalmente a surfistas e mergulhadores.

A população de tubarões-brancos está diminuindo e eles são atualmente protegidos em várias partes do mundo. Mesmo assim, ainda são caçados como troféus. O mercado negro especializado em mandíbulas e dentes destes magníficos animais tem emergido.

Tamanho máximo: Mínimo 6,1 m / 1.250 kg

Distribuição: Em mares tropicais e temperados do mundo inteiro.

Dieta: Peixes (incluindo outros tubarões), focas, golfinhos, carcaças de baleias, lulas, tartarugas e pássaros marinhos.

Reprodução: Ovovivíparos. Entre 5 a 10 crias por ninhada. Os filhotes de tubarão-branco são conhecidos por comer uns aos outros, inclusive dentro do próprio útero.

Fotos: NHPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar