domingo, 14 de abril de 2013

7 fatos interessantes sobre os tubarões

Se é verdade que o tubarão é um dos bichos marítimos mais temidos pelo homem, grande parte desta "fama" deve-se ao tubarão-tigre. Conhecido por sua natureza agressiva, é um predador nato. Chama-se "tigre" devido à sua pele listrada.
Apesar de sua aparência assustadora, o cação-mangona não é naturalmente agressivo, o que pode explicar o fato de esta espécie estar ameaçada de extinção. De fácil captura, ataca quando é ferido ou se sente ameaçado, aí sim torna-se perigoso. Entre as carnes mais comuns de tubarão encontradas nos mercados, está a desta espécie

O tubarão-cinzento-do-recife é chamado assim porque vive nas zonas costeiras, próximo de recifes ou áreas que fazem fronteira com o continente. Velozes, estes tubarões costumam nadar em bando, e, por serem naturalmente competitivos, desconfiados e curiosos, são tidos como a sexta espécie mais perigosa ao homem.

Existem pelo menos dez tipos diferentes de tubarão-martelo. Este, da foto, é o tubarão-martelo-recortado. A amplitude plana de sua cabeça lhe dá mais agilidade para fazer manobras no mar do que outros tubarões. Ele também tem a vantegem de conseguir rastrear melhor suas presas, devido ao seu olfato aguçado, capaz de detectar gotículas de sangue no mar, e também porque seus olhos e narinas ficam nas extremidades da cabeça.

Ele é o maior de todos os tubarões e, também, o maior peixe vivo catalogado. O tubarão-baleia pode chegar a medir 20 m e a pesar 12.000 kg. É outra espécie muito procurada por caçadores. Em Taiwan e nas Filipinas, mais de 100 tubarões-baleia são mortos ao ano, o que preocupa os ecologistas, já que esta espécie demora para crescer e atingir maturidade.

A principal arma de caça dos tubarões é, de fato, o dente. A dentição dos tubarões, em forma de serrote, é tão afiada quanto um punhal, capaz de dilacerar sem esforço a carne de peixes e mamíferos do mar. Uma curiosidade é que, se um dente fica gasto ou se quebra, outro dente logo nasce no lugar.

O tubarão é um animal migratório. Eles são capazes de nadar percorrendo longas distâncias, centenas ou milhares de quilômetros em busca de alimento ou para chegar às áreas de reprodução nas águas quentes. Entre os viajantes mais ilustrativos, estão os tubarões-azuis, que chegam a nadar 7.000 km durante um ano - o equivalente à distância do estado de Nova York até a costa do Brasil.

Fonte: R7

FILHOTES DO TUBARÃO

Assim como existem muitos tipos de tubarões, também há diferentes maneiras que os tubarões vêm a este mundo. Há três maneiras que os tubarões são nascidos:
ovos são postos (como pássaros)
ovos eclodem dentro da mãe e, em seguida, nascem tubarões filhotes crescem dentro da mãe (como os humanos)

Os tubarões podem ter de 1 a 100 filhotes de uma vez, dependendo do tipo de tubarão. Aqueles com filhotes que crescem dentro da mãe têm menos bebês relação a tubarões que põem ovos fora do corpo.
Os tubarões não cuidam de seus bebês depois que eles nascem, mas eles procuram um lugar seguro onde eles possam colocar seus ovos ou dar à luz.


SUPER SENTIDOS

Uma das razões que os tubarões são predadores bem sucedidas é que eles têm um super sentido.

Dois terços do cérebro de um tubarão é dedicado ao seu sentido mais agudo - o cheiro.

Alguns tubarões têm olhos semelhantes aos de um gato. Uma camada espelhado em seus olhos lhes permite ver melhor na água. Isso permite ao tubarão caçar nos mares claros ou água turva.

Para completar, os tubarões têm alguns sentidos incomuns. Por exemplo, eles são capazes de se sentir vibrações na água usando uma linha de canais que vão desde a sua cabeça até a sua cauda. Chamado de "linha lateral", estes canais são preenchidos com água e contêm células sensoriais com pêlos que crescem para fora deles. Estes pêlos se movem quando vibra água e alerta o tubarão sobre uma presa potencial.

Os tubarões também têm um órgão sensorial chamado de "ampolas de Lorenzini", que eles usam para "sentir" o campo elétrico vindo de sua presa.

DENTES

Os tubarões têm as mandíbulas mais poderosas do planeta. Diferentemente da maioria dos animais que têm mandíbulas, as dos tubarões tanto a superior como a inferior se movem.

Um tubarão morde com a sua mandíbula inferior em primeiro lugar e, em seguida, a sua superior. Ele joga a cabeça para trás para rasgar e soltar um pedaço de carne que ela engole todo.

Cada tipo de tubarão tem um dente em forma diferente dependendo de sua dieta. O grande tubarão branco - você pode dizer que ele é um carnívoro só de olhar para aqueles dentes afiados e pontiagudos!

Um tubarão pode crescer e usar mais de 20.000 dentes em sua vida!

Os dentes dos tubarões estão sempre a renovar-se. Quando perde um dente, tem logo uma fileira de dentes novos atrás. O tubarão consegue renovar toda uma dentadura em uma semana.

Quando os tubarões dão uma dentada, os olhos viram-se para trás e os dentes inclinam-se para a frente.


Existem aproximadamente 450 espécies de tubarão distribuídas por todos os oceanos, em águas tropicais, subtropicais, temperadas e frias, desde regiões costeiras àquelas com profundidades de até 3.000 metros. Na costa do Brasil, já foram registradas 81 espécies.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar