domingo, 26 de fevereiro de 2012

Primeiros cavalos do planeta eram do tamanho de gatos

Cavalopré-históricos eram do tamanho de gatos

Aquecimento global de 56 milhões de anos atrás reduziu as primeiras espécies de cavalos ao peso de apenas 4 kg


O Sifrhippus, ancestral do cavalo, possuía o peso médio de 7 kg, enquanto uma espécie atual pode chegar até os 800 kg (Divulgação)

Os primeiros cavalos do planeta, que viveram em florestas da América do Norte há 56 milhões de anos, podem ter tido o tamanho de gatos domésticos, segundo pesquisa publicada na edição desta semana da revista Science. A explicação para tal estatura está na temperatura da Terra na época, aproximadamente 12 graus Celsius maior que o normal, o que obrigou os animais a se adaptarem.

Os extintos Sifrhippus, que já eram pequenos comparados às espécies atuais, foram se tornando menores ao longo de milhares de anos, em um momento em que as emissões de dióxido de carbono na atmosfera dispararam, possivelmente devido às grandes erupções vulcânicas. Esse período foi denominado Máximo Térmico do Paleoceno-Eoceno e durou 175 mil anos.

A pesquisa, que analisou fósseis de dentes de cavalos descobertos no noroeste dos Estados Unidos, estima que, nos primeiros 130 mil anos do período, os cavalos tenham se reduzido a quase um terço do tamanho, chegando a medidas próximas às de um gato, aproximadamente quatro quilogramas. Nos últimos 45 mil anos, os animais voltaram a crescer, até alcançarem o peso de cerca de sete quilogramas.

Em comparação, as espécies de cavalos atuais pesam entre 200 e 800 quilogramas. Os cientistas acreditam que tal estudo pode contribuir para a compreensão de como os animais modernos do planeta poderão se adaptar ao aquecimento global. (Com Agence France-Presse)




Aquecimento global poderá encurtar o tamanho de mamíferos, assim como os cavalos primitivos

A maioria dos mamíferos tende a ser menores em climas quentes. Já em locais frios, geralmente, são maiores.

  Este fato é conhecido como regra de Bergman. Agora, com a mudança climática, o quanto a temperatura do planeta irá exercer pressão sobre a evolução do tamanho dos animais? O passado pode nos dar uma pista!


Há 55 milhões de anos, a Terra passou por um importante período quente chamado Máximo Termal do Paleoceno-Eoceno, também identificado pela sigla PETM. Este foi um período que, em apenas 20 mil anos, a temperatura subiu mais de 6ºC, com grande aumento do nível do mar, aquecendo os oceanos.

Estima-se que a principal causa tenha sido atividades vulcânicas que emitiram enormes quantidades de gás metano, considerado um dos mais potentes quando o assunto é efeito estufa. Este período teria durado 175 mil anos. Durante este tempo os cavalos ancestrais passaram por uma mudança radical em seus tamanhos, diminuindo substancialmente, crescendo novamente quando o planeta esfriou.


Antes do PETM, a espécie Sifrhippus sandrae  pesava cerca de 12 quilos e tinha o tamanho de um cachorro pequeno. Durante este período de aumento na temperatura, sua massa diminuiu em 30%, chegado a pesar 8,5 quilos, o mesmo peso de um gato. Durante os 45 mil anos que sucederam este período, eles voltaram a ganhar peso e altura, aumentando 75% de sua massa, alcançando 15 quilos.

Alguns modelos de previsões sobre as mudanças climática estão sugerindo que, em breve, o planeta estará passando pelo mesmo período do PETM. Já existem estudos que mostram que mamíferos estão escolhendo sutilmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para comentar