terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Cadela espera pelo dono que morreu na porta de hospital há uma semana

A cadela espera pelo dono em frente ao hospital
foto: Tiago Félix | CBN Vitória 93,5 FM
 Como no filme "Sempre ao seu lado", a ficção vira realidade em Vitória. O filme protagonizado pelo ator Richard Gere conta a história real japonesa de lealdade entre um cão e dono. O cachorro esperava todos os dias o seu dono chegar na estação de trem sem saber que ele tinha morrido (veja trailer no final da matéria). Em Vitória, uma cadela vira-lata espera pelo dono há uma semana na porta do hospital São Lucas. O dono do animal morreu no último sábado (17), vítima de um atropelamento.

O homem foi levado de ambulância para o hospital, no bairro Bento Ferreira, e seguido pela cadela por todo o percurso, de acordo com os funcionários que trabalham no hospital. O homem não foi identificado.

Os funcionários deram o nome de "Princesa" ao animal que está recebendo os cuidados de toda equipe do hospital. O vendedor ambulante, Jackson Oliveira, que trabalha em frente ao hospital, todos os dias leva água e ração para Princesa. "Ela recebeu esse nome devido um filme que contava a história de uma menina abandonada. Por isso que colocamos esse nome", explicou Oliveira.

Uma funcionária do hospital de 45 anos, que pediu para não ser identificada, disse que o animal já está sendo conhecido como "Cadela do São Lucas". Ela garante que a cachorra é dócil. "Ela brinca com todo mundo que passa pelo hospital. Se eu pudesse levaria ela para minha casa", disse a funcionária.

Filme Sempre ao seu lado com Richard Gere
Os funcionários do São Lucas e o vendedor ambulante querem que Princesa seja adotada. "Espero que alguém que tenha condições possa levar para um lugar seguro, já que aqui tem trânsito, movimento de ambulância o que torna perigoso para a cadela. Ela é muito dócil e tenho certeza que quem pegar ela vai se da bem", frisou Jackson.

Um pano do hospital serve para aquecer o animal, que fica debaixo de um banco de concreto no pátio do São Lucas. No filme, ao cachorro esperou seu dono por 10 anos em frente à estação de trem. No hospital São Lucas, funcionários tentam localizar parentes do dono de "Princesa".


Na história real, em 1934 o cão Hachiko ganhou uma estátua de bronze (que foi destruída pelos japoneses na Segunda Guerra), e em 1948 ganhou uma nova estátua, que permanece até hoje na estação de Shibuya.




 gazetaonline.

2 comentários:

Sinta-se a vontade para comentar