segunda-feira, 18 de abril de 2011

O rato-marsupial-australiano é o bicho: morre de tanto transar



O rato-marsupial-australiano (anticarnius), um pequeno roedor com cerca de 10 centímetros de comprimento. Sua vida muda radicalmente quando ele atinge a "adolescência": os testículos aumentam e chegam a quase um quarto do seu peso total! A produção de espermatozoides e de testosterona, o hormônio sexual masculino, vai às alturas. Louco para acasalar, ele sai em busca de uma (ou várias) parceira(s) e é capaz de transar por 12 horas seguidas! Mas o excesso de testosterona na corrente sanguínea afeta seu sistema imunológico, deixando-o sujeito a infecções. Estudos revelam que a maioria morre cerca de dez dias após o acasalamento, que ocorre em julho ou agosto. Mas, como o danado transou até não poder mais e fecundou várias fêmeas antes de bater as botas, garantiu a sobrevivência da espécie.

Mundo Estranho

Um comentário:

  1. seria otimo se algum cientista se enteressase em fazer um estudo na testosterona desse roedor p fazer testes em humanos obr

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para comentar